Hemocentro de Ribeirão Preto não emitirá 156 toneladas de gás carbônico

O Hemocentro de Ribeirão Preto, ligado à Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP) da  Universidade de São Paulo (USP), começará 2012 com o pé direito. A administração do local distribuiu recentemente, cerca de 500 canecas térmicas aos seus funcionários e colaboradores. O objetivo é reduzir o consumo de copos plásticos para água e café.

 

Por ano, são gastos mais de 1 milhão de copos na instituição pelos funcionários, doadores de sangue e pacientes. De acordo com a universidade, se todos colaborarem com a campanha, de 800 a 900 mil copos não serão mais usados. Os copos plásticos serão de uso dos doadores de sangue, pacientes e visitantes.

 

Em resultados práticos isso significa que aproximadamente 156 toneladas de gás carbônico não serão jogados na atmosfera. Explica-se: estudos mostram que a cada quilo de plástico que não é jogado no lixo, corresponde a seis quilos de gás carbônico que não vai parar na atmosfera.

 

Assim, um copo descartável, regulamentado pelo Inmetro, pesa 2,20g. Multiplica-se o peso de cada copo, pela quantidade de copos poupados (900 mil). Portanto, são mais de 26 toneladas de plástico que não vão para o lixo.

 

Ponto para o Planeta!

 

Em tempo: olha que bacana essa matéria.

 

Até a próxima!

Comente com sua conta do Facebook

comments

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA