Tire a gravata você também!

Nos últimos dias a imprensa mundial divulgou que autoridades chilenas estão incentivando os homens a deixar de usar gravatas durante o verão para economizar energia.

 

Segundo o ministro de Energia chileno, Rodrigo Alvarez, a medida deve ajudar a reduzir o uso de ar-condicionado, gerando economia de eletricidade. De acordo com ele, deixar a temperatura de um escritório aumentar entre 1°C e 3°C pode reduzir o gasto de energia em cerca de 3%.

 

Está aí uma boa idéia para os brasileiros que usam gravata, seja por liturgias do cargo, ou porque simplesmente acham que estão abafando com seus trajes chiques e calorentos.

 

O acessório é muito bem quisto no meio empresarial e governamental, visto que por si só já emplaca certa autoridade.

 

Mas será mesmo que ela se faz necessária no dia a dia?

 

O Brasil é um país tropical, é comum as temperaturas passarem dos 30°C, o que já representa um calor absurdo. As gravatas caem muito bem no hemisfério norte, como nos Estados Unidos e na Europa, porque lá, eles encontrar um jeito de proteger a garganta com garbo e elegância. Mas aqui a situação é outra.

 

Além de ser uma atitude simples e ecologicamente correta, ela transcende para o campo social, que é bem mais complicado. O Japão e a Espanha, por exemplo, já adotaram com sucesso esse tipo de medida, e de acordo com o ministro chileno, só entre janeiro e março a economia pode ser de US$ 10 milhões.

 

Os empresários e as autoridades brasileiras têm que parar com a hipocrisia de que um acessório traz credibilidade e profissionalismo. Comece por você! Segunda-feira vá a trabalho sem gravata e dê o exemplo!

 

Até a próxima e não esqueça de curtir a página do Libero Social no Facebook!

 

Comente com sua conta do Facebook

comments

DEIXE UMA RESPOSTA