O caminho da boa energia elétrica, literalmente!

Mais do que consciência, os investimentos na chamada economia verde estão tornando os produtos cada vez mais inovadores. Isso traz novos compradores, e o meio ambiente deve pegar carona nessa onda. Ou melhor, andar por esse caminho.

 

Recentemente, pesquisadores da Universidade de Wisconsin, dos Estados Unidos, criaram um mecanismo que aproveita o movimento dos pés para criar energia elétrica. Basta andar de tênis.

 

O InStep Nanopower tem uma sola especial com duas bombas de plástico, uma no calcanhar e outra nos dedos, que inflam conforme a passada. Esse processo faz carregar os eletrodos do metal líquido que está dentro dessas bombas, criando assim, uma corrente elétrica.

 

Dessa forma, quanto mais rápida for a passada, mais eletricidade será gerada e armazenada na bateria, que também está acoplada à sola. Para aproveitar essa energia o tênis vem equipado com um cabo micro-USB que pode abastecer eletrônicos pequenos, como um celular ou um MP3 player, por exemplo.

 

O produto ainda não tem previsão para chegar ao mercado, mas que seria interessante correr por aí pra carregar o celular, isso seria!

 

Outra ideia inovadora que está debaixo dos nossos pés é a calçada elétrica. Ou melhor, os ladrilhos. Eles absorvem o impacto dos passos, que se transformam em energia elétrica. Essa energia é armazenada em bateria de lítio, ou abastece diretamente qualquer equipamento elétrico, como semáforos e postes de rua.

 

De acordo com informações do fabricante do ladrilho, Pavegen System, uma pessoa é capaz de produzir 2.1 watts de energia por hora. O equipamento já foi testado nos corredores de uma escola inglesa (assista o vídeo, está em inglês).

 

O melhor de tudo, é que o piso poderá se visto já este ano nos Jogos Olímpico de Londres. O calçamento será instalado no cruzamento entre o Estádio Olímpico e o shopping de Westfield Stratford City.

 

Resultado: o que vai ter de gente passando e querendo passar por ali! O que gerará muita energia elétrica sem agressão ao meio ambiente.

 

Imagine a calçada da Avenida Paulista feita com esses ladrilhos especiais, e as pessoas usando o InStep Nanopower! Pois é! Está mais do que na hora de repensarmos a matriz energética brasileira!

 

 

Até a próxima!

Comente com sua conta do Facebook

comments

DEIXE UMA RESPOSTA