Você engordou? Culpe a poluição!

A obesidade e seus riscos a saúde têm aumentado dramaticamente nas últimas décadas. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 50% da população adulta brasileira está acima do peso. E a razão para tal problema pode não ser somente o consumo excessivo de calorias, a falta de exercícios físicos ou algum distúrbio metabólico, mas também, a poluição.

Os níveis cada vez mais crescentes de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera, podem afetar a química do cérebro aumentando o apetite e contribuindo para a epidemia de obesidade.

A ideia propõe que a respiração extra de CO2 torna o sangue mais ácido, fazendo com que os neurônios que regulam o sono, o apetite e o metabolismo sejam ativados com mais frequência. Como resultado, podemos estar comendo mais, dormindo menos e ganhando mais peso.

Grandes estudos estão em andamento para testar tal hipótese. Caso a tese seja realmente comprovada, irá surgir outra razão para reduzirmos a poluição que produzimos.

Novo método para emagrecer: máscara antigás.

Os níveis de CO2 no ar aumentaram junto com as taxas de obesidade. Há 60 anos, os níveis de CO2 na atmosfera ficavam em 280 partes por milhão (ppm). Desde então, os níveis vêm subido para 400 ppm, com um aumento previsto para 550 ppm, em 2050.

Ainda está longe de ser claro se a quantidade de CO2 que estamos expostos é suficiente para nos fazer engordar. Mas, se você mora em uma cidade no qual a poluição está presente a todo o momento, é bom ficar de olho tanto no ar quanto na balança.

Fonte Discovery

            RFI

Até a próxima!

Comente com sua conta do Facebook

comments

DEIXE UMA RESPOSTA