Artesão pode divulgar e vender seu trabalho por menos de R$ 10 ao ano

Quem não conhece uma vizinha, um parente ou um amigo que faz coisas lindíssimas a partir das mais variadas matérias primas? Realmente os artesãos estão cada vez mais aprimorados. Mas como transformar essa habilidade em renda? O Airu sabe e cobra muito pouco por isso.

O site é uma espécie de shopping virtual, em que os artesãos podem entrar de vez no mercado de e-commerce e vender seus produtos para todo o Brasil, com um custo de R$ 9,90. Os consumidores poderão ter acesso produtos únicos, úteis e criativos, e ao mesmo tempo, movimentar a economia dos pequenos empreendedores.

O site foi criado em novembro de 2011 pela incubadora de empresas alemã Rocket Internet. A incubadora é responsável por empreendimentos como Groupon e Dafiti, e pretende que o Airu se torne a maior comunidade virtual de produtos autorais no Brasil.

O portal também possui uma ampla estrutura de comunicação, onde há um blog em que são divulgados os produtos mais criativos e o Facebook, onde há quase 300 mil fãs. O envolvimento com as redes sociais possibilita um movimento paralelo, em que os artesãos podem fazer campanhas para vender seus produtos.

Há quem diga que os programas como o antigo Note e Anote, apresentado pela Ana Maria Braga, exibido início dos anos 1990 na TV Record, e o programa Mulheres, apresentado pela Cátia Fonseca na TV Gazeta, exibido até hoje, tornaram as atividades de artesanato mais populares. Atualmente, de acordo com uma pesquisa do Instituto Vox Populi, há cerca de 8,5 milhões de artesãos no Brasil, movimentando R$ 52 bilhões ao ano.

Dá-lhe Economia Criativa!

Bora divulgar e vender!

Até a próxima!

Comente com sua conta do Facebook

comments

DEIXE UMA RESPOSTA