Casa de merda!

Calma! O Libero Social não foi invadido por hackers. A expressão “Casa de merda” é muito utilizada por jovens da classe média ao se referirem aos seus lares, quando os mesmos não são do agrado. Contudo, existem verdadeiras casas de merda, fabricadas com tijolos em que a matéria prima é esterco bovino.

Há aproximadamente três anos, alguns estudantes indonésios da Prasetiya Mulya Business School, venceram a competição Global Social Venture, da Haas School of Business, em Berkeley (Califórnia, Estados Unidos). Os jovens inventaram tijolos a partir de esterco bovino.

De acordo com os inventores, o EcoFaeBrick (nome do produto) é fabricado com 75% de esterco bovino e 20% mais leve e mais forte que o tijolo convencional. Os blocos ainda contribuem para a redução de danos causada pela escavação e retirada de argila. Os idealizadores garantem que não há cheiro!

Os tijolos de coco também evitam a emissão de milhares de toneladas de CO2, reduzem de custos de produção, diminuem da quantidade de resíduos e aumentam o aproveitamento do metano como biogás para a fabricação das peças.

Caso a ideia seja implementada numa linha de produção, os fazendeiros podem ter uma nova fonte de renda, que segundo os criadores, pode aumentar em mais de 50% o faturamento das fazendas. Está aí uma boa ideia para os brasileiros, que possuem o maior número de cabeças de gado do mundo.

Agora sim você pode chamar um lar de casa de merda!

Até a próxima!

 

Comente com sua conta do Facebook

comments

DEIXE UMA RESPOSTA