O seu cabelo pode virar um pufe!

O cabelo humano é bom para um monte de coisas: ele pode absorver óleo, ser usado como ingrediente para pão, funciona como um fertilizante, sem contar que ele fica lindo em sua cabeça. O designer sueco Ola Giertz, encontrou outra forma de reaproveitar o cabelo: fazendo móveis.

Veja você que ideia maluca! Giertz coletou uma grande quantidade de cabelo dos salões de beleza da Suécia e criou dois fantásticos pufes com esta matéria prima natural.

Segundo o artista, o projeto é, essencialmente, encontrar possibilidade e funcionalidade no que seria considerado feio. Os pufes transparentes tornam o produto dinâmico, a cor e forma podem ser alteradas dependendo do tipo de cabelo, isto dá uma singularidade a cada pufe.

Por falar em cabelo, o número de salões de beleza no Brasil, cresceu 78% em cinco anos, de 309 mil, em 2005, para 550 mil, em 2010, segundo levantamento da Associação Nacional do Comércio de Artigos de Higiene Pessoal e Beleza (Anabel). Cerca de 4,4 milhões de pessoas trabalham em salões no país e há milhares de vagas disponíveis.

O mercado de beleza no mundo, gira em torno de R$ 24 bilhões ao ano, só o Brasil responde por 10% do consumo mundial de produtos para cabelos. Portanto, acredito que o cabelo brasileiro pode ser uma matéria prima de boa qualidade. Estou certo?

O plástico envolto aos cabelos é feito de garrafas PET recicladas.

As pessoas que utilizaram os pufes criados por Giertz, informam que o “pufebelo” é bem confortável. O mais interessante é saber que a originalidade da ideia serve para evitar que novos sacos de lixo se acumulem por ai. Coisas velhas podem ter novos usos.

Já pensou você utilizando algum desses pufes em sua casa ou salão de beleza? Menina… vai ser um BA-FO! Ui, abalou.

Pode ser estranho, mas é definitivamente impressionante.

Até a próxima!

Referência  tree hugger

 

Comente com sua conta do Facebook

comments

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA