O verdadeiro exemplo de Londres para o mundo

Os Jogos Olímpicos de Londres, que tem sua abertura oficial hoje (27), vão ficar marcados pelo esforço do governo londrino em fazer um evento ambientalmente correto. Contudo, o maior exemplo que as Olimpíadas este ano podem dar ao mundo é a transformação social.

O Programa Changing Places incentiva voluntários a ajudarem a transformar comunidades locais, sobretudo nas regiões que não fazem parte do Parque Olímpico. O leste de Londres, por exemplo, é uma das regiões mais problemáticas da Europa, com problemas sociais, econômicos e ambientais.

O Changing Places oferece suporte para que pessoas da comunidade se envolvam nos Jogos Olímpicos e no combate a estes problemas, como forma de estender os benefícios do evento não somente para os locais das competições.

Por meio de parcerias com o Governo, parceiros comerciais e ONGs, o Programa também tem o objetivo de inspirar comunidades a melhorarem seus espaços públicos, como parques, e criar mecanismos para que as pessoas aprendam novas habilidades e desenvolvam novos interesses.

Veja algumas conquistas do programa:

– Colaboração com 6.075 pessoas, muitos dos quais vivem no local para o Parque Olímpico.

– Voluntários deram cerca de 15 mil horas de seu tempo em benefício da comunidade.

– Plantação de mais de 3.000 árvores, que ajudarão a combater as mudanças climáticas por muitos anos.

– Remoção de mais de 15 toneladas de resíduos de parques, rios e canais de Londres.

– Criação de cerca de 7000 metros quadrados de plantação de flores selvagens, no leste de Londres e proporcionando um novo habitat para as aves, abelhas e borboletas.

– Transformação do ambiente em duzentos e cinquenta sites, beneficiando milhares de pessoas na Inglaterra.

– Remoção de mais de 2000 metros quadrados de pichação.

A cidade do Rio de Janeiro, próxima sede dos Jogos Olímpicos deve estar atenta a esses movimentos. Apesar de algumas melhorias, a capital fluminense ainda tem muitos problemas sociais, econômicos e ambientais, assim como o leste de Londres. Está aí, um bom exemplo a ser seguido.

Pra não dizer que o Libero Social não divulgou as ferramentas ambientais de Londres, clique aqui. Porém, também acesse aqui, para ver quem nem tudo é tão verde assim.

Até a próxima!

 

Comente com sua conta do Facebook

comments

DEIXE UMA RESPOSTA