Pedalando para cumprir a pena e gerar energia!

Ter que sustentar assaltantes, traficantes, assassinos e mais uma corja de bandidos, é uma das situações que mais causa revolta nos brasileiros. Caso você não saiba, os milhares de detentos ao redor do país são mantidos com o dinheiro público.

 O Brasil gasta mais de R$40 mil por ano com cada detento em um presídio federal, este valor fica muito acima dos R$15 mil anuais investidos com cada aluno do ensino superior. Isto que é um verdadeiro crime!

Mas agora as coisas estão mudando. Pelo menos é o que está acontecendo no presídio de Santa Rita do Sapucaí, no sul de Minas Gerais. Graças a uma ideia inovadora do juiz José Henrique Mallmann, os presos da cidade estão literalmente, trazendo um pouco de luz para o mundo.

No presídio, foram instaladas duas bicicletas estacionárias que são utilizadas para carregar duas baterias. Diariamente, os detentos saem das celas para pedalar e consequentemente produzir um pouco de energia elétrica.

Depois de carregadas, as baterias são levadas até o centro da cidade. O resultado do esforço físico aparece à noite, quando parte de uma praça da cidade fica iluminada. 

“A cada 16 horas pedaladas eles têm um dia a menos na pena”, aponta o juiz. Sendo assim, os detentos estão recebendo a oportunidade de reduzir suas penas e pagar a dívida com a sociedade.

Tenho certeza que os moradores de Danta Rita do Sapucaí estão felizes com a iniciativa. Eu ficaria!

Até a próxima!

Globo

 

Comente com sua conta do Facebook

comments

DEIXE UMA RESPOSTA