Chacina na Indonésia: os orangotangos contra-atacam

A indonésia vive uma verdadeira chacina contra os orangotangos. O país é o maior produtor mundial de óleo de palma e, enquanto os lucros das empresas crescem, as florestas que são a moradia da espécie continuam a diminuir para abrir caminho para as plantações de palmeiras.

Depois de cair numa emboscada, sofrer espancamentos e serem alvejados por tiros, uma tribo de orangotangos reagiu e cercou um trabalhador, identificado apenas como Kurnadi, quando trabalhava numa plantação de palmeiras. Os macacos esmurraram-no e deram-lhe mordidas até deixá-lo inconsciente.

“O homem foi gravemente ferido. Alguns de seus dedos estavam quase arrancados. Ele havia desmaiado depois de perder muito sangue. Parece que ele foi cercado por um grupo de orangotangos, mas o que não se sabe é se ele estava tentando tirá-los da plantação de palmeiras”, afirmou o porta-voz da Agência local de Conservação do Governo, Hortono.

A Agência de Conservação tem arquivos que revelam ataques brutais a orangotangos. Alguns dos macacos foram agredidos até a morte com facas, enquanto outros foram mortos a tiros ou espancados com cassetetes.

O Libero Social se solidariza aos orangotangos e aos conservacionistas e espera que mais ataques contra os trabalhadores das plantações aconteçam. Afinal, o ser humano está invadindo o habitat natural destes animais.

Até a próxima!

 

Comente com sua conta do Facebook

comments

DEIXE UMA RESPOSTA