Playboy bêbado atropela jovem na Avenida Paulista

ciclistaatropelado1

Essa deveria ser a manchete dos principais jornais do País, ou principalmente das Gazetas paulistanas nos últimos dias. Afinal de contas, o estudante de psicologia, Alex Siwek, de 21 anos, não pensou duas vezes antes de encher a cara com vodka e pegar seu automóvel. Uma atitude mais que irresponsável: criminosa.

O ciclista David Santos Souza, também de 21 anos, estava na ciclofaixa (espaço reservado para os ciclistas e não automóveis) indo em direção ao trabalho, quando o assassino bêbado, Alex Siwek, atropelou o jovem, decepando-o braço, e sem prestar socorro ainda jogou o membro no córrego do Ipiranga, na avenida Ricardo Jafet.

De acordo com informações da polícia, Siwek, estava na casa noturna Josephine (local frequentado por “Mauricinhos” inconsequentes), no Itaim Bibi. Ele consumiu três doses de vodka e uma lata de energético, no valor de R$ 96. O ciclista deixou ontem a UTI, mas continua internado, sem risco de morrer. Ele deve depor à polícia hoje (12).

O mostro Siwek se apresentou a Polícia e foi preso em flagrante por: tentativa de homicídio doloso eventual, ou seja, assumiu o risco de matar, já que havia bebido (penas prevista de 2 a 13 anos de cadeia); fuga do local do acidente (mais seis meses a um ano ou multa); embriaguez ao volante (seis meses a três anos, multa e suspensão da habilitação); alterar a cena do crime (seis meses a um ano ou multa). Tudo isso, é claro, se ele for condenado.

Depois desses acontecimentos, como estimular o uso da bicicleta nas vias paulistanas? Para o bem da sociedade, é de suma importância que o mostro Siwek não fique impune.

 

Comente com sua conta do Facebook

comments

DEIXE UMA RESPOSTA