Calma! O Brasil acordou, mas não nos tornaremos a Suíça na semana que vem

manifestacaosp1

O Movimento Passe Livre em São Paulo (MPL) conseguiu uma verdadeira proeza, mobilizar paulistanos, paulistas e brasileiros, para que saíssem as ruas para protestar contra o aumento das passagens do transporte público. Houve reverberações até maiores em outros lugares, como no Rio de Janeiro. Em suma, as passagens foram reduzidas, o brasileiro percebeu sua força e quer muito mais.

Os Governos (eu disse governos, nas três esferas de poder) ficaram totalmente apáticos, com manifestações lideradas por jovens (lideradas, não compostas somente por jovens), que não estão acostumados com inflação e muito menos com repressão. Mas o Estado, principalmente em São Paulo, decidiu reprimir de forma impiedosa, o que fez o tiro sair pela culatra, quase que literalmente. No último dia 17 de junho, o Brasil viu a maior manifestação popular dos últimos 20 anos.

Com o objetivo alcançado, as passagens reduzidas, o povo continua nas ruas reivindicando por um Brasil melhor. É fato que não há unanimidade nesses protestos, como disseram por aí, não é só pelos R$ 0,20. Contudo, uma coisa é certa e muito positiva, o brasileiro saiu da inércia, no qual parecia estar entorpecido com um Governo Federal petista mentiroso e demagogo e um Governo Estadual peessedebista autoritário e incompetente.

Há oportunistas de todos os lados, empunhando bandeiras vermelhas e azuis, há teorias da conspiração que falam sobre golpe de estado por militares e até o sobre o nacionalismo alemão. Oras, nós não vivemos mais na década de 1960.

É necessário, sim, que saiamos as ruas, que lutemos para um Brasil melhor. Porém, vamos por partes como diria Jack. Os brasileiros não se deixarão mais ser engolidos pelas mazelas, mas também não podemos nos deixar levar pelos discursos politiqueiros da militância política. Infelizmente, os partidos políticos e seus entes criminosos ainda terão que existir, até que chegue o momento em que esses homens e mulheres sejam substituídos por pessoas de bem.

A mobilização iniciada nas últimas semanas faz parte de um processo, que pode demorar anos, que o MPL nem previa, mas o mais importante é que os brasileiros passaram a discutir os problemas que os afligem e agora sabem da sua força.

 

Comente com sua conta do Facebook

comments

DEIXE UMA RESPOSTA