15 de novembro: proclamação da independência contra a corrupção

dirceu

No dia da Proclamação da República, 15 de novembro, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e relator do processo do mensalão, Joaquim Barbosa, expediu os 12 mandados de prisão. O que pareceu mais uma independência do Brasil contra a corrupção. Entre os criminosos estão os baluartes do Partido dos Trabalhadores (PT), José Dirceu e José Genoíno, que tanto defenderam a sociedade das garras da Ditadura e ao chegarem ao poder esculhambaram os cofres da nação. Hoje estão pagando por seus crimes em presídios, como bandidos que eles são.

Logicamente, que todos os 12 condenados com ordem para prisão são importantes para lavar a alma do brasileiro e montar um caminho para que mais prisões acontenteçam. Contudo, é interessante notar como a soberba dos antigos guerrilheiros, que tanto disseram que defenderam a sociedade nos anos de chumbo e ao mesmo, comprovadamente, contribuíram mais um capítulo corrupto do Brasil estão pagando por seu crimes, humilhados perante a nação.

Uma cena marcante é o de Genoíno gritando “Viva o PT”, ao entrar no prédio da Polícia Federal em São Paulo. Dirceu não gritou, mas levantou o braço como um típico comunista da década de 1970, só que depois de 40 anos milionário. Da comodidade do seu apartamento em São Bernardo do Campo, o ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, afirmou: “Estou com vocês”, uma frase bastante de dúbia, uma vez que os defende e está “de coração” ou deveria estar preso com eles? Três personagens muito confusos neste momento tão delicado.

Contudo, o que mais me deixa perplexo é o fato de que há milhares de pessoas que defendem esses criminosos. Que se incomodam se eles foram algemados, se foram revistados nus, se vão dormir no chão duro ou pior, que defendem que eles não deveriam ser presos. Isso é de uma imbecilidade absurda. Bradam que são presos políticos, quando os próprios ministros do STF foram escolhidos pelo governo do PT, partido no qual são vinculados. Àqueles que estão com dó, que os deixem em suas salas de estar.

É lógico que todos os outros corruptos deveriam ser presos, lógico que de outros partidos também. Exemplos não faltam, sobre tudo, os escândalos da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) em São Paulo ou a máfia dos fiscais na capital liderados pelos eternos rivais PSDB, PSD, DEM e afins. Mas a prisão dos petistas é emblemática e representa um avanço absurdo, partindo do pressuposto que um ex-ministro do Governo Federal e o presidente do partido que governa o País estão presos. Isso não é para comemorar?

Me desculpem, mas não foram canonizados os cidadãos que lutaram contra a ditadura, principalmente aqueles que arrombaram os cofres públicos e riram das nossas caras.

 

Comente com sua conta do Facebook

comments

DEIXE UMA RESPOSTA