Fim das ladeiras para os ciclistas

trampeSeja a pé ou de bicicleta, a cidade de São Paulo tem ladeiras que fazem você colocar os bofes pra fora. Mesmo os que estimulam o uso das magrelas sabem da dificuldade que é subir a tumultuada Avenida Brigadeiro Luiz Antônio. Talvez, esses problemas estejam com os dias contados, o designer norueguês, Jarle Wanvik, inventou uma espécie de elevador para bicicletas. A ideias não é nova, tem mais de 20 anos, mas depois de muitos acidentes o fabricante melhorou a segurança.

O Trampe/CycloCable é criticado pelos fervorosos defendores das duas rodas, defendendo que quem anda de bicicleta tem que superar as subidas, contudo a utilização delas como efeitvo meio de transporte esbarra nesse problema. O fato é que de acordo com uma pesquisa do TreeHugger, 41% dos ciclistas noruegueses garantem que pedalam mais por causa do elevador.

trampe1O sistema pode ser utilizado em distâncias de até 500 metros, que sobem a uma velocidade de 1,5 metro/segundo. Para subir é muito simples, o ciclista deve estar em sua bicicleta, com um dos pés apoiado no pedal e o outro pé no “opoio” do elevador. Dessa forma, ele segue até o topo da ladeira e uma luz verde indica que ele já pode pedalar normalmente.

O custo para implatação do sistema não foi divulgado, mas estima-se que o valor não seja pequeno. Porém, caso fosse realmente da vontade do poder público brasileiro, em especial o paulistano, há uma solução efetiva para transformar a bicicleta em um veículo de transporte viável. Por falar nisso, clique aqui e veja como seria se São Paulo fosse tomada pelas bicicletas.

Comente com sua conta do Facebook

comments

DEIXE UMA RESPOSTA